11 de set de 2016

Reprise Literária #3 Resenha - Primeiro e único

Olá meus leitores lindos, tudo bem? Hoje teremos a última resenha da nossa semana especial NC, e vamos concluir essa semana com o livro Primeiro e Único da Emily Giffin
Então bora conferir?


Sinopse:Shea tem 33 anos e passou toda a sua vida em uma cidadezinha universitária que vive em função do futebol americano. Criada junto com sua melhor amigas, Lucy, filha do lendário treinador Clive Carr, Shea nunca teve coragem de deixar sua terra natal. Acabou cursando a universidade, onde conseguiu um emprego no departamento atlético e passa todos os dias junto do treinador e já está no mesmo cargo há mais de dez anos.Quando finalmente abre mão da segurança e decide trilhar um caminho desconhecido, Shea descobre novas verdades sobre pessoas e fatos e essa situação a obriga a confrontar seus desejos mais profundos, seus medos e segredos.A aclamada autora de Questões do Coração e Presentes da Vida criou uma história extraordinária sobre amor e lealdade e sobre uma heroína não convencional que luta para conciliá-los.


Resenha:
"Nem sempre o lugar onde estamos é necessariamente onde queremos estar."


Primeiro e único é uma obra fascinante e trás consigo questões pertinentes e desafiadoras que com certeza te farão refletir, questionar-se, e até se colocar no lugar da personagem imaginando como agiria se fosse com você.

Shea,  que já não suporta mais a mesmice dos seus dias, isso inclui trabalho e vida pessoal. Ainda mais depois da terrível tragédia que foi a morte da mãe de sua melhor amiga (Lucy), começa a se questionar se realmente vale apena viver uma vida metodicamente regrada e sem grandes ou mesmo nenhuma mudança.

Tentando reverter essa situação e trilhar o seu próprio caminho ela terá que enfrentar diversos obstáculos, família, amigos, amor, não será fácil conciliar seu novo estilo de vida. As escolhas difíceis, porém necessárias colocarão Shea numa verdadeira encruzilhada . Obrigando-a  a escolher entre seu verdadeiro amor ou a amizade de sua companheira de infância, que se tornara sua irmã e agora mais do que nunca necessita de sua companhia.

‘’_Eu realmente espero que você não me faça escolher entre duas pessoas que são tão importantes para mim... Mas se eu tiver que escolher então escolho você...”

Amor ou amizade (que não deixa de ser uma das formas do amor)? Escolha difícil ne? Principalmente quando optar por este amor significa abrir mão das pessoas mais importantes de sua vida. Porém para estar com sua família e seus amigos ela terá que desistir do tão sonhado homem da sua vida. Conflitos, romances, segredos tudo isso e muito mais completam essa bela história!

Sobre a autora:



Emily Giffin é advogada, formada pela Wake Forest University, mas sempre gostou de escrever. Seus romances bem escritos e relacionados à vida moderna são garantia de diversão. A autora best-seller pelo The New York Times vive com o marido e três filhos em Atlanta, nos Estados Unidos.
Autora de livros chick lit, escreve especificamente sobre relacionamentos e as emoções que estes proporcionam. Se formou em direito, mas abandonou a carreira para se dedica totalmente à escrita.
Teve seu primeiro manuscrito rejeitado, mas não desistiu e em 2004 lançou "Something Borrowed" (O noivo da minha melhor amiga).





Bom meus amores, foi uma resenha breve mas espero ter conseguido me expressar o suficiente pra vocês se encantarem pelo livro assim como eu me encantei!!!



7 comentários:

  1. Adorei a resenha e a indicação :)
    Quero ler... Beijos,
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
  2. Tive a sensação de ser um enredo um pouco clichê, mas me corrija se eu estiver errada. No entanto, eu realmente gosto de livros que me fazem refletir, então esse já é um ponto mais do que positivo pra essa obra. Estou gostando bastante dessa reprise, principalmente porque eu não estava aqui pra acompanhar o início do blog.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Até hoje só li um único livro cuja temática de fundo (nesse era a temática principal) fosse o futebol americano e confesso que achei muito legal. O livro se chamava Os Hulligans, e falava das torcidas que era muito violentas, mas não havia romance nenhum, aqui percebemos descaradamente que coloca-se um amor por um homem bruto e esportista(já amo)

    ResponderExcluir
  4. Faz tempos que não leio nada dessa autora e acabei deixando esse livro passar batido. E ele parece bom. Tem aquelas questões de amor, família e amizade que ela faz tão bem nos livros dela. Não sei se vou conseguir ler esse, mas gostaria.

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Eu gostei bastante da premissa do livro, interessante não li nada dessa autora mas fiquei bem curiosa para conferir, essa coisa de amor ou amizade é fogo, mas faz parte da vida, enfim eu gostei bastante irei ler com certeza.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  6. Lucas!
    Já tive oportunidade de ler ese livro e não é um dos melhores da autora na minha opinião.
    É porque fala muito sobre um esporte que não temos convívio aqui no Brasil, mas de resto o livro é bom.
    “Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.”(Padre Fábio de Melo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Não sei se esse é bem o tipo de livro de que vou gostar. Li uma resenha que dizia que esse livro fala muito de futebol americano e, se isso for verdade, provavelmente não vou gostar. Talvez resolva ler algum dia.

    ResponderExcluir