24 de mar de 2017

Sem Limites, assim é o amor. - Por Marcos A. Junior



Não! Ele realmente não possui limites. Diferente das divisões encontradas em um mapa nacional ou até em um globo mundial, as sensações provenientes de tal sentimento superam os limites físicos e as fronteiras geográficas. O amor pode ser vivo em peitos e mentes espalhadas por milhares de milhas de distância. Não estou falando de um sentimento qualquer. Estou falando da maior afeição existente em relações afetivas. O amor não é brincadeira. Seu poder é surpreendente. É uma fonte inesgotável de bondade e faz com que as pessoas desejem, cada vez mais, estar perto umas das outras. Deve ser por esse motivo que as limitações geográficas não afetam a intensidade das suas vibrações. Não há como negar. Só o coração apaixonado poderá entender o que estou falando. Aquelas milhares de projeções aspirantes criadas pela própria mente. A intensa inquietude do desejo. Os momentos, que por mais que ainda sejam fisicamente inexistentes a princípio, só aumentam o querer vivo em cada ser. Não é que eu esteja falando de facilidades. Não. O amor não é isso. O amor à distância, ainda menos. Hoje em dia, por mais que a própria vida mostre o contrário, as pessoas acreditam que amam aqueles que tornam as suas vidas mais fáceis, mais leves. É uma troca deturpada de princípios morais. Porém, a regra fundamental de tal envolvimento é contrária a tais idealizações errôneas. Não é que você ame o que te provém maiores oportunidades, mas sim o amor que já sente que faz você enxergar a vida de maneira mais amena, mais simples. Quem “escolhe”, pois é necessário muita coragem para tomar tal decisão, acreditar na efetividade de tal sentimento à distância, conhece bem as dificuldades que virão atreladas a tal alternativa incomum, mas totalmente válida. Relações, por mais evoluídas que sejam, necessitam de alguns valores convergentes e imutáveis, como confiança e liberdade. Quando existem estas duas variáveis, somadas a alguns outros princípios e concessões, que devem ser, OBRIGATORIAMENTE, intuitivas, realmente não existem limites para o envolvimento por completo. É óbvio que os seres humanos, em sua totalidade, não desejam viver um relacionamento unicamente virtual, pelo imediatismo habitual. Porém, contradizendo a regra geral do comprometimento, existem casos em que esse paradigma é quebrado e o amor acontece, mesmo sem o consentimento dos portadores de tal entusiasmo, tendo em vista que o amor escolhe, não é escolhido. Não é fácil. Torno a afirmar que o amor à distância não é algo simples. Porém, seguindo a mesma linha de pensamento acerca de dificuldades, amar também não é fácil para quem está perto. A nobreza do amor não é para todos, apesar de todos possuírem a capacidade de amar. Tal sentimento, em sua essência mais crua, não existirá para quem procurar respostas rápidas e automáticas para todas as perguntas. O amor exige tempo, paciência, companheirismo, determinação, desejo e, talvez a mais importante de todas as características, confiança. É preciso realmente querer envolver-se para avistar o pote de ouro no fim do arco íris da vida. Isso é amar, independentemente de qualquer dificuldade, de qualquer barreira. Por mais que exista o medo, e isso é totalmente natural, na maioria das vezes nas pessoas que não tem tanta experiência emocional, sempre há a oportunidade de amar. A cabeça de quem toma a decisão por encarar tal envolvimento necessita estar preparada para entender que o agora está sendo trocado por um provável depois. O contato está sendo substituído por uma afeição maior, por um sentimento que está aguardando o tempo certo para explodir a vida em contentamento. Por mais que a vida de quem ama em locais longínquos não seja só flores, o futuro reserva um envolvimento com as bases mais sólidas que poderiam ser criadas. Então, tendo ponderado tudo o que foi falado, você ainda encontra alguma barreira, diferente do querer mútuo, que impeça a existência de tal grandiosidade emocional em polos opostos? Ame de Pernambuco à São Paulo. Ame do Amazonas à Dubai. Ame do Rio Grande à Europa. Ame, sem porque, sem muitos “mas”. 

20 comentários:

  1. Oi Marcos, acho que a palavra chave para o amor a distância e você citou ela no texto é confiança, se ela já é importante em relacionamentos onde os envolvidos moram na mesma cidade, quando moram em lugares diferentes ela é colocada a prova e vai ser fundamental pra que o vença a desconfiança.
    O amor é um sentimento lindo e no final o importante vai ser sempre amar, seja perto ou longe ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lili,

      muito obrigado pelo comentário!
      Sim. A palavra chave é confiança.
      Sem isso, nenhuma relação, por mais amistosa que seja, consegue alcançar a excelência!
      O amor é, e sempre será, o maior sentimento, independentemente das formas.

      Excluir
  2. O amor tem um poder extraordinário. Sem limites mesmo.
    As vezes pro bem, as vezes pro mal...
    Mas é o sentimento mais importante hoje em dia né?
    Adorei suas palavras! Um texto profundo e muito bem escrito.
    "O amor exige tempo, paciência, companheirismo, determinação, desejo e, talvez a mais importante de todas as características, confiança."
    Muito bem colocado!!!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caroline,

      é sempre um prazer te ter por aqui por perto.
      Repito o que disse acima: O amor é, e sempre será, o maior sentimento, independentemente das formas.
      Quem ama mais, vive mais.

      Obrigado pelo comentário.
      É um prazer te responder.
      Beijo

      Excluir
  3. Oi Marcos.
    Que lindo, o amor quando é verdeiro pode superar qualquer coisa, até mesmo a distancia, achei incrível você citar a seguinte frase: "É óbvio que os seres humanos, em sua totalidade, não desejam viver um relacionamento unicamente virtual, pelo imediatismo habitual". E concordo com você como queremos tudo imediatamente as vezes abrimos mão de coisas importantes por apenas não saber esperar o momento certo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marlene,

      muito obrigado pelo comentário.
      Sim, o imediatismo é notório em grande parte dos indivíduos.
      É triste, mas é a realidade.
      Um dia, quem sabe, talvez aprendam que as coisas só acontecem mesmo quando tem que acontecer.

      Beijo.

      Excluir
  4. Olá, não existe nada que impeça o amor, deste que ambos estejam trabalhando ao máximo para que a relação funcione, a barreira que separa esse sentimento vem inteiramente da nossa falta de coragem em confiar. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alison,

      Nada, eu falei nada, segura o desejo de dois corações amantes.
      Muito obrigado pelo comentário!
      Abraço.

      Excluir
  5. Oi Marcos... o que falar desses seus texto hem menino.
    O amor é único mesmo. Com ele não existe isso de distância, obstáculo, tempo, ou qualquer outra coisa. Se ele decide acontecer, simplesmente acontece. E a única coisa que podemos fazer é aceitar e assim poder desfrutar plenamente de todos os benefícios que ele trás consigo. Alegria, esperança, gratidão, plenitude...
    Adorei sua reflexão.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Priscila,

      eu que não tenho o que falar de comentários entusiastas como este.
      Sinto um prazer enorme em fazer com que vocês parem e pensem, pelo menos por um minuto, em tudo o que quero dizer.
      O amor é sempre saída. Sempre.
      Quando o amor vem, você vai, obrigatoriamente.
      Ou vai depois de um tempo, depois de desistir de lutar contra tal imensidão sentimental, ou vai de vez, logo no primeiro chamado, por escolha própria.

      Muito obrigado pelo comentário e pelo elogio.
      Beijo.

      Excluir
  6. Dr. Marcos!
    Que aula sobre amor a distÂncia, hein?
    Parabéns!
    O amor verdadeiro supera muitas barreiras mesmo, o que não quer dizer que é fácil.
    Os fatores principais você falou: CONFIANÇA, respeito e a profundidade do amor.
    O amor consegue superar tudo, inclusive coisas coisas espaço e tempo.
    E tem um lado bom non amor a distância: a ausência de brigas constantes...
    Parabéns por sua opinião bem formada e por transmiti-la para nós.
    “Não basta conquistar a sabedoria, é preciso usá-la.” (Cícero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva,

      primeiramente, obrigado pelo elogio.
      Concordo muito com você quando explana que o amor verdadeiro supera muitas barreiras.
      Na minha opinião, ele supera todas.
      Tendo-se confiança, conquistasse o mundo.

      Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  7. Ótimo texto!
    Nunca tive um amor à distância, mas acho que de qualquer forma nunca é fácil, né? A gente vai se habituando às pessoas com o tempo, no início é bonito porque não nos conhecemos direito mas depois as dificuldades aparecem. É utópico achar que amar é o mesmo que tornar a vida mais fácil, sei lá. Sempre haverão dificuldades, mas quem ama transpõe essas barreiras, sejam elas físicas ou emocionais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kemmy,

      obrigado pelo elogio e pelo comentário.
      Sim. O amor verdadeiro não é fácil.
      É só lembrar que entre o sentimento existe os comportamentos das pessoas e esses são bastante variáveis e, às vezes, "estranhos".
      Você tem várias considerações similares às minhas.

      beijo.

      Excluir
  8. Oi, Marcos!!
    Parabéns pelo texto maravilhoso que você escreveu. Nunca tive um amor à distância, mas acho que sentiria muitas saudades de abraçar essa pessoa!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marta.
      Obrigado pelo elogio.
      Sim, a saudade existe, mas como foi dito no texto: "O contato está sendo substituído por uma afeição maior, por um sentimento que está aguardando o tempo certo para explodir a vida em contentamento."

      Beijo.

      Excluir
  9. Olá,
    Belo texto falando sobre o amor! Adorei, apesar de nunca ter vivenciado um amor a distância, acredito sim que pode dar super certo quando o amor for verdadeiro e completo. Até porque junto com o amor, tem que vir a confiança e o respeito.
    Quando existe o amor, tudo vale à pena!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Naime!
      Obrigado pelo elogio.
      Sim, quando o amor está na frase, não precisamos de nenhum complemento.
      Não existem condicionais.
      É amor e ponto.
      Beijo

      Excluir
  10. Adorei o texto, admito que muito provavelmente não conseguiria manter um namoro à distância, preciso do contato e da convivência com a pessoa, senão o sentimento vai sumindo até deixar de existir.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Giulianna.
      Algumas pessoas são realmente mais "táteis".
      Obrigado pelo comentário.
      Beijo.

      Excluir