16 de set de 2016

Reprise Literária #8 Resenha - A mais pura verdade

Olá leitores,vamos curtir mais uma resenha?

Sinopse A Mais Pura Verdade - Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.




 A mais pura verdade
Qual o primeiro livro que vem a sua mente quando alguém lhe fala em um livro da capa azul e que o personagem principal tem câncer?
Se você NÃO pensou em A mais pura verdade você errou feio.
Pode até ficar se perguntando, “Ah, mas os livros que tratam de câncer já não estão bastante clichés?”
 Sinto muito lhe informar mais esse já pode ser o seu segundo erro.
A mais pura verdade é escrito por Dan Gemeinhart e publicado recentemente no Brasil pela editora Novo Conceito, o livro traz a história de Mark, um garoto com câncer que quer se aventurar no Monte Rainier, havia recebido faz uns dias uma prévia com os seis primeiros capítulos do livro, mas resolvi ler do início novamente.
Mark tem dois melhores amigos um é seu fiel e escudeiro cachorro Beau, e sua amiga desde o jardim de infância Jessie, a qual ele confia todos os seus segredos, principalmente o maior de todos que foi fugir de casa sem falar nada para os seus pais.
Nessa aventura Mark e Beau vão encontrar os mais diversos tipos de pessoas, aquelas que se importam com ele mesmo sem conhecê-lo e as que por não conhecer se aproveitam da fragilidade do garoto, uma aventura com mais de 420 km que para Mark pode ser muito mais devido tudo o que ele já enfrentou com a doença e o que ainda está enfrentando.
O legal do livro é a relação incrível de Mark com seu cachorro Beau, uma relação fiel entre o humano e o animal um sempre ajudando ao outro nas horas que mais precisavam, e mesmo com todas as dificuldades que eles enfrentaram nenhum deixou o outro de lado. E sem esquecer de Jessie ela sofreu bastante não só com a partida de Mark, mas também sofreu em não contar nada para os pais de Mark nem pra polícia.
Uma parte legal no livro é o fato do mesmo ter ao fim de cada capítulo um subcapítulo que retrata o que está acontecendo na casa de Mark e como os pais estavam em relação a procura desesperada do seu filho, outra questão também que achei bastante interessante foi o fato do livro ser escrito em primeira pessoa, era como se nós leitores estivéssemos no lugar ou junto de Mark.
Até agora ainda estou emocionado com essa história, de esforços, superação, amizade e principalmente amor que os personagens principais tinham um com o outro, sem dúvidas uma leiturainteiramente prazerosa para ninguém colocar defeito algum.

O autor ainda nos disponibilizou um vídeo bem interessante de alguns lugares que Mark e Beau passaram durante sua aventura.
Confiram no vídeo aqui em baixo.







7 comentários:

  1. O que mais chamou atenção nele pra mim nem foi essa comparação (acho que fica quase inevitável de não fazer) mas mais o relacionamento dele com o seu cachorro e a questão da ventura ali. Sei lá, achei diferente. É um livro que só de ver já soube que podia esperar ou choro ou emoção a rodo. Acho que ele passa muitos sentimentos e fica uma leitura legal. Queria ler pra ver se é bom mesmo.

    ResponderExcluir
  2. A sua pergunta inicial na resenha eu lembrei de a culpa é das estrelas, desculpa kkkkk. Mas não li nenhum dos dois. Tenho certeza que eu ia gostar desse livro, principalmente porque o personagem tem uma relação próxima com o cachorro, super me identifiquei. Imagino que deva ser bem dramático também.
    Um abraçO!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Eu tentei ler esse livro a algim tempo atrás e para mim não funcionou, gostei da sua resenha e achei interessante a maneira como o autor retrata a amizade entre o cão e o humano achei isso um diferencial maravilhoso, como já comentei essa não é uma leitura para mim.
    Boa tarde.

    ResponderExcluir
  4. Lucas!
    Adorei a leitura desse livro, embora tenha achado o protagonista muito jovem para passar por tantas experiências e como sempre digo, acredito que Beau é o verdadeiro herói da história, amei esse cachorrinho.
    Novidade para mim foi o vídeo que ainda não tinha assistido.
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Me senti burrinha da Silva quando você perguntou sobre o livro de capa azul e que o personagem principal tem câncer, pensei em Acede, kkkkkkk, mas deixa pra lá e segue adiante. Curti demais a premissa do livro e ja quero ler, sua resenha me deixou com uma sensação leve a respeito da trama

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não li nenhum desses tais livros de capas azuis que o protagonista tem câncer. A maior parte por receio, mas "A mais pura verdade" será a minha opção quando eu quiser ler algo do tipo. Uma criança narrando me deixou intrigada, ainda mais pela minha recente experiência lendo "Ouro", onde uma menina também tem câncer e faz de tudo para não mostrar fraqueza perto dos seus pais.
    Encontrei alguns erros de português na resenha, mas nada que deixe impossível de ler. Até!

    ResponderExcluir
  7. Desde quando lançou esse livro estou louca para ler! Mark parece ser um garoto incrível, adoro livros que trazem lições de vida! O único livro que li nesse estilo de "A Mais Pura Verdade" foi Extraordinário, que amei!

    ResponderExcluir