9 de set de 2016

Reprise Literária #1 Resenha - Não existe mulher difícil

Boa Noite leitores, a partir de hoje, todos os dias até o fim do mês, (ou até o próximo mês quem sabe..) trarei para vocês a reprise de algumas resenhas feitas aqui no blog, trarei do jeitinho que foram feitas na época, por isso já peço desculpas rsrsr.

 Hoje trago a vocês a primeira resenha do blog, a algum tempo fechei parceria com o André, já havia feito a resenha um tempo atrás só que não tinha ainda o blog, e resolvi esperar pra postá-la. 
Espero que gostem, pois me diverti bastante com esse livro!!!


Não Existe Mulher Difícil
André A. Marques



        O livro como o próprio autor traz é um guia de sobrevivência para o cafajeste moderno, e é bem mais voltado para o público masculino, o que  não impede de que as mulheres também o leiam. A Cachorra. A Inocente. A Casada. A Namorada. A Patricinha. As alternativas: a descolada, a natureba, a papo-cabeça, a roqueira. Segundo esse livro, nenhuma delas se torna difícil, quando se tem um homem bem preparado para dar a cantada adequada, ele demonstra isso em 3 níveis, o Iniciante, avançado e Expert, resolvi lê-lo de uma forma descontraída e não é que me diverti bastante? 
 Ele  traz também alguns outros tópicos bastante chamativos como os 12 mandamentos das mulheres, dicas de logística, as características mais marcantes de cada signo, o mini-perfil das mulheres mais famosas da  História e o glossário do pegador.
O livro me tirou bastante gargalhadas, pois é uma leitura rápida e gostosa de se ler, e apesar de ter visto algumas críticas sobre o mesmo, por acharem ser um livro machista, eu discordo completamente, pois vai da interpretação de cada um, o livro é realmente sensacional, muitooooo interessante, e não é atoa que o livro virou peça teatral levando milhares de pessoas aos teatros de todo o Brasil!

Nota: 9,6 
Justificativa: Acabou muito rápido, me deixando com gostinho de quero mais.

6 comentários:

  1. Oi não gosto dese tipo de livro, mesmo sendo uma forma divertida ainda tem gente que lê levando a sério e ficam meio que rotulando as mulheres. Mas pela pegada humorística acho legal, a capa é bem simples mas gostei de você ter resgatado essa resenha, meio que lembrando do início!

    ResponderExcluir
  2. Eu achei a proposta do livro bem interessante pra falar a verdade, realmente acho que possa tirar várias risadas. Mas hoje em dia rotular as mulheres é como arranjar briga com elas, principalmente pelo humor machista por trás. Eu leria sim esse livro, só por curiosidade, embora não seja o meu tipo de leitura favorita.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu não sei se leria e nem se iria gostar. Não fui com a cara dele, não é meu tipo de livro.
    Mas se é divertido e pode render uma boa leitura, fica a dica pra quem quiser tentar.

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro e, sinceramente, não me interessei muito. Não gosto muito de livros do tipo. Provavelmente não vou ler.

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Eu achei a título muito legal, mas já vou confessando que não leria, acho que esse tipo de leitura não funciona para mim não, esse guia de sobrevivência não me conquistou não.
    Boa tarde.

    ResponderExcluir
  6. Lucas!
    Vou ser bem sincera: achei o livro um tanto machista...
    É que me parece que o autor tem uma fórmula de conquistar cada tipo de mulher e todas caem na 'lábia' dele. Bem prepotente, não?
    “Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.”(Padre Fábio de Melo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir