31 de mai de 2015

Resenha - Se Joga

Olá leitores, hoje é dia de resenha (uhuuul) vamos conferir?
  
Se Joga!

Sinopse:
Se joga! - Encontre a coragem que nem sabia que possuía

Você não está feliz com os rumos que sua vida tem tomado e está deixando seus sonhos de lado. Sente-se num beco sem saída. E está errado! Existe uma nova rota. Só precisa fazer uma escolha – e esta é a coisa mais difícil pela qual já teve de passar. Falta coragem? Então este livro vai ajudá-lo.
Nancy Levin teve de suportar uma grande dor, e sobreviveu! Sua superação aconteceu por meio do método que agora ela compartilha com você. São dez passos para se jogar em direção ao que sempre desejou, e finalmente realizar o que seu coração tanto lhe pede.
Essa é uma jornada de aceitação e verdade para que você consiga visualizar-se livre. Ao fazer sua escolha, terá clareza sobre seus limites, as pessoas certas ao seu lado e auto-domínio para ir aonde quiser. Quando estiver pronto, saltará. E não estará sozinho! Este livro o acompanhará para que consiga lidar com as consequências da mudança e tenha uma transição suave. Por fim, o grande trunfo: dizer sim. Para você. Para sua vida. Para seus sonhos.


Resenha:

Nancy Levin vive em Boulder, Colorado- Estados Unidos. É diretora de eventos da Hay House (conferências centradas em auto-participação, saúde e espiritualidade) Trabalha como coach e suas obras são best-sellers nos Estados Unidos.

Se joga é um livro que irá lhe subsidiar, dando suporte e estímulos para seguir em frente, mudar sua história fazer o que sempre quis, porém nunca teve coragem.

Por meio dos relatos pessoais, histórias de amigos e conhecidos, a autora discorre com maestria precisamente 10 passos. Os quais, trazem verdadeiras lições de como enfrentar, trabalhar e superar nossos maiores e temíveis medos. Aqueles que estão escondidos no mais íntimo do nosso ser e sobre os quais raramente queremos falar.

Decepções no trabalho, na vida amorosa, com amigos, ou na família, quem nunca teve pelo menos uma dessas decepções na vida? O diferencial é como você vai deixar que isso interfira na sua vida. Cair, quebrar a cara faz parte, porém levantar e trilhar um novo caminho pode ser o diferencial de que tanto precisa. E é embasada nesse diferencial que a autora nos convida a ressignificar nossos dias. Tirar as amarras, libertar-se dos medos e do que nos prende a uma vida infeliz, na qual muitas vezes abrimos mão da nossa liberdade para satisfazer e agradar terceiros que podem ser: Seu marido, família, chefe e até mesmo um amigo.

Reconhecer que precisa SALTAR rumo a própria felicidade é o primeiro passo. Fácil não é, contudo há momentos que é necessário sair da sua zona de conforto e buscar o novo. E esta obra lhe traz o apoio necessário para fazer essa transição. Seja uma grande mudança ou uma simples decisão. O tamanho do salto é o que menos importa o fator imprescindível é que esse salto possibilite uma mudança significativa na sua vida.

Portanto, caro leitor queira você mudar ou não, já que essa decisão só cabe a você. "Se joga" nessa leitura.

7 comentários:

  1. Oie, fiquei com vontade de me jogar!
    Realmente quem não passou por uma decepção na vida e não tem vontade de mudar algo, né?
    Super quero ler.
    Ah, parabéns pela mudança no blog. Ficou mais bonito.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certeza que vc não irá se arrepender, é um livro muito bom.

      Excluir
    2. Certeza que vc não irá se arrepender, é um livro muito bom.

      Excluir
  2. Auto ajuda nunca me chamaram a atençao . A capa e linda . Sua resenha inspiradora me deu ate vontade de arriscar

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca li livros de auto-ajuda, pois nunca me vi interessado em livros nesse estilo. Porém, vi que eu poderia dá a chance de ler esse livro, pois vi que ele contém bastante coisas que acaba acontecendo no nosso dia a dia. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  4. Oi, esse não é meu estilo de livro então esse eu não pretendo ler, mesmo assim obrigado pela dica.
    Adorei a capa, é linda

    ResponderExcluir
  5. Olá,deve ser um livro muito bom para "Se jogar" mas esse não é o meu estilo literário mas adorei a resenha.

    ResponderExcluir