24 de dez de 2015

Top 5: Melhores resenhas [Por: Bia Pereira]

Olá melhores leitores! Tudo bem com vocês? Bom, o Lucas deu essa idéia de fazer o top 5 das resenhas que vocês mais curtiram e além de ter gostado muito, me surpreendi pelo resultado Hahaha. Vamos conferir?


5º Lugar: Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa - Margot Berwin

Olá leitores, tudo bom com vocês? Não, calma, vocês não entenderam errado. O nome do livro é realmente esse. Grande né? Também achei Hahaha! Vamos conferir a resenha desse super livro.

Sinopse: LILA NOVA: 32 anos, redatora de publicidade, divorciada. 
RESIDÊNCIA: um conjugado reformado no Lower East Side, em Nova York. 
MANTRA PESSOAL: nada de animais de estimação, nada de plantas, nada de gente, nada de problemas. Mas quando ela conhece David Exley, um charmoso vendedor de plantas, algo muito colorido floresce em sua vida solitária. Das esquinas opressivas de Manhattan às luxuriantes florestas tropicais, Nove plantas do desejo e a flor de estufa é a história de uma mulher que precisa viajar além das fronteiras do senso comum e da chamada "zona de conforto" para encontrar o que realmente quer.

A história começa com a apresentação de Lila Nova, nossa protagonista nova iorquina. Publicitária de relativo sucesso, ela amarga um divórcio e busca não lidar intimamente com ninguém. Sem filhos, animais de estimação ou plantas, ela evita lidar com sua própria vida vazia. Ela leva um dia atrás do outro, pelo menos até conhecer David Exley, charmoso vendedor de plantas em uma feirinha de produtos orgânicos local. Decidida a começar a cultivar algo, ela compra uma planta e inicia sua jornada em um mundo fabuloso e desconhecido, repleto de mistérios e magia. Confira na íntegra (Clicando aqui).

4º Lugar: A Hora da Estrela - Clarice Lispector

Olá leitores! Tudo bem com vocês? Bom, hoje a resenha é de um de um livro incrível, de uma autora mais incrível ainda, que admiro muito! MUITO MESMO!  Estou falando de A Hora é da Estrela de Clarice Lispector. Muita gente sabe que o objetivo das obras da Clarice é sondar os lugares mais profundos do psicológico e dos sentimentos de suas personagens. Assim, ela consegue mostrar o conflito interno de uma maneira única, de um jeito, que marca seu estilo. É exatamente essa introspecção que marca seu último livro publicado em vida, A Hora da Estrela. Talvez eu não consiga expor em palavras o que eu senti após ler esse livro, mas eu tentarei... vamos lá?

Me obrigo a começar esta resenha dizendo que se você espera um livro normal é melhor nem começar a ler. Clarice Lispector não escrevia “normal” então a resenha também não será as que estão acostumados a ler. Logo nas primeiras páginas você, caro leitor, entenderá o que estou afirmando, pois logo nas primeiras linhas, o livro começa sendo narrado por um homem, mas ele não é só um homem personagem, ele é um escritor.  É como se você lesse o processo criativo de um escritor ao sentar para escrever seu primeiro livro, literalmente, você conhece o processo criativo de Rodrigo S. M (alter-ego de Clarice)  e suas dificuldades em escrever um livro de sucesso com a história de Macabéa.
Com 19 anos, nordestina, órfã de pai e mãe. Macabéa é a personagem mais "miserável" que já conheci.  Muito magra, muito feia, desprovida de conhecimento, mal sabe ler e escrever. Não tem amigas, solitária, virgem, mal tem consciência de sua existência, contudo muito sonhadora...  seu único luxo era o cinema uma vez por mês, e sua única companhia a Rádio. Confira na íntegra (Clicando aqui).

3º Lugar: Apenas um Ano - Gayle Forman

Olá leitores! Tudo bem? Hoje estou aqui para falar do livro “Apenas um Ano” da autora Gayle Forman, continuação do livro “Apenas um Dia”. Vamos lá?

Sinopse: Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor.
 Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro.
Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta.


Antes de tudo queria deixar claro que não li o primeiro livro da série :’( Mas não foi por falta de interesse não! Fui até para Nárnia e não encontrei ele </3 Então li algumas resenhas para entender o básico da história e começar o segundo livro.
Pelo que pude entender, no primeiro livro Willem e Alysson se conhecem, e em apenas um dia se apaixonam, mas infelizmente acontece um acidente e eles acabam se separando. E é no começo do “Apenas um Ano” que Willem acorda em um hospital, meio confuso, mas aos poucos vai se lembrando da história e contando sua versão “daquele dia” para nós leitores. Confira na íntegra (Clicando aqui).

2º Lugar: Will & Will. Um nome, um destino - John Green e David Levithan

Olá leitores! Tudo bem? Hoje estou aqui pra falar um pouquinho de um livro que está fazendo muito sucesso, já ouvi muitos elogios e criticas contra ele. Por isso, resolvi comprar pra ter minha própria opinião. Só uma coisa: Não recomendo essa resenha caso você tenha algum tipo de preconceito contra pessoas homossexuais. Recado dado. Vamos lá?

Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.



Will e Will é um livro narrado em primeira pessoa pelos dois Will Grayson, sendo alternado um capitulo para cada um, onde cada um fala sobre o seu dia-a-dia.
A principio, o primeiro Will Grayson faz um resumo de sua vida pacata e de seus poucos amigos, que na verdade se resume ao total de um amigo, Tiny Cooper, que faz pouco tempo assumiu ser gay, depois Jane também entra na história. Eu amei o personagem. Ele é um garoto comum, que enfrenta a vida da maneira que acha melhor e pronto. Sem esperar demais e sem cobrar demais. Will leva a sério suas duas regras na sua vida, onde 1- não se importe com nada e 2- mantenha a boca fechada. Ele acredita que seguindo essas duas regras pode evitar muitos problemas e um deles é ter que lidar com a decepção do coração partido, a qual não sofreu (por enquanto) e não quer sofrer. Confira na íntegra (Clicando aqui).

1º Lugar: O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry

Olá leitores! Tudo bem? Bom, hoje estou aqui pra falar um pouquinho de um livro que creio que todos vocês já tenham ouvido falar. Sim, vou falar do nosso amado “Pequeno Príncipe”. Vamos lá?

Livro de criança? Com certeza!
Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi.
O pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retorna os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia-a-dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.




Diferente do que eu pensava o livro não é narrado pelo pequeno príncipe, pelo menos não no início. É narrado  por um piloto de avião que faz um pouso forçado no deserto do  Saara e lá deitado na areia, vê o menino, que pede que ele desenhe um carneiro, e é aí que tudo começa. O Pequeno príncipe e o piloto se tornam bons amigos, porém o piloto fica com um pé atrás: o que aquele garotinho fazia ali no meio do deserto? Porque não sentia fome nem sede? Porque suas roupas eram tão diferentes? De onde ele veio?... E é a partir dessa curiosidade do piloto que começamos a conhecer melhor a sua história. Confira na íntegra (Clicando aqui).

Eaí leitores? O que acharam? Eu particularmente adorei esse top 5 *-*
Bom, é isso! Até a próxima e Feliz Natal para todos <3

5 comentários:

  1. Oooi! Aaah, que amor "A hora da estrela" :3 Nunca li realmente o livro, mas já fiz pesquisas sobre o mesmo para uma prova de português. Pretendo ler um dia! Alguns dos livros eu já conhecia, mas nunca os li realmente.
    Beijos e feliz Natal/Ano Novo!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bia. Sem dúvidas foram resenhas excelentes e um conteúdo bem atrativo. Fico feliz que a Clarice Lispector ainda interessa muitos com A Hora da Estrela. Gostei também da resenha de O Pequeno Príncipe e Will e Will. Ótimos! Feliz Natal.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Bia. O Pequeno Príncipe é um clássico que merece destaque na literatura, ele é muito bom mesmo. Mas, Nove Plantas do Desejo e a Flor de Estufa me chamou a atenção por ser um título tão diferente e inovador.

    ResponderExcluir
  4. Li a hora da estrela na minha escola, gostei muito do livro é muito bom mesmo, e o filme também é mt bom, dei muitas risadas com a Macabéa.
    ótimas escolhas para o top 5

    ResponderExcluir
  5. A Hora da Estrela foi um livro que me marcou muito, minha mãe deu para mim quando eu era novinha e lembro que a 1ª vez que li não entendi direito e achava algumas palavras muito complicadas, hoje em dia eu amo esse livro, leio pelo menos uma vez por ano e sempre percebo um detalhe que tinha escapado antes. O Pequeno Príncipe também li quando era novinha mas desde então nunca reli, preciso muito fazer isso.
    Quero muito ler Apenas Um Ano e Will & Will.
    Amei esse top 5. :)

    ResponderExcluir